Luiz Guilherme



Com certeza o Dia das Crianças 2020 não está sendo esperado somente pelos pequenos. Os lojistas estão animados para as vendas que, em Dourados, deve movimentar R$ 9,39 milhões, apesar da pandemia da Covid-19.

Os dados são da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviço e Turismo).

De acordo com a Federação, os presentes serão responsáveis por R$ 8,8 milhões em Dourados, já as comemorações, R$ 1,31 milhão. O gasto médio total do consumidor é de R$ 248,74.

Para Mato Grosso do Sul, a data deve movimentar financeiramente a economia estadual, em 5% a mais que o mesmo período de 2019.

Isso por que é esperada a movimentação de R$ 139,15 milhões na economia sul-mato-grossense. Durante o estudo, 74% dos entrevistados afirmaram que, por causa do cenário pandêmico, as comemorações ficaram restritas, e, por isso, optarão por presentear.

O gasto total com presentes deve ser de R$ 102,99 mi, 6% a mais do que o ano passado.

As comemorações, isto é, por meio de brincadeiras em casa, comer fora, passeios, por exemplo, deverá injetar R$ 36,17 mi, segundo 26% dos pesquisados. Aumento de 4%, também no comparativo com o Dia das Crianças passado.

O gasto médio total com a data, no entanto, apresentou queda de 13%. Os consumidores estão dispostos a gastar até R$ 230,55. Em relação aos presentes, esse preço será de, no máximo, R$ 142,48 (-7%), no tocante às comemorações, é ainda menor, R$ 88,08 (-20%).

Segundo a Fecomércio, essa data tão esperada pelos pequenos pode ser melhor para as vendas, do que o Dia das Mães que teve queda de 44% em 2020, seguido pelo Dia dos Namorados (-43%), Páscoa (-25%), e Dia dos Pais (-20%).

Os brinquedos serão responsáveis por 39% das vendas, já 31% serão as roupas e 21% calçados.

Como serão as compras

Com base nas informações divulgadas pela Federação do Comércio, 83% dos consumidores comprarão os presentes em lojas físicas, 12% farão pela internet, e 1% fará o presente.

Compras a distância

56% dos compradores vão retirar os produtos na loja e 17% vai pedir para entregar.

Critérios de Compras

E serão considerados alguns critérios na hora da compra. 39% dos entrevistados responderam que analisarão os benefícios ofertados se comprar à vista, 25% vai levar em consideração o atendimento, 24% as condições de parcelamento, somente 13% vão considerar as medidas sanitárias de prevenção à Covid-19, e 11% devem comprar em lojas situadas nos bairros.

Como serão as comemorações

36% dos pesquisados que irão comemorar o Dia das Crianças em casa, vão preparar as refeições. Passeios serão feitos por 18% [dos entrevistados], brincadeiras com crianças 17%, pedido de refeição pronta 15%, vão até restaurante/lanchonete 11% e somente 3% se deslocarão até shoppings.

Por fim, o relatório da pesquisa finaliza afirmando que, “há uma luz, em meio ao cenário conturbado, um processo de recuperação econômica já está sendo desenhado”.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Dia das Crianças deve injetar mais de R$ 9 milhões em Dourados