Da redação

O engenheiro agrônomo Ademir Antunes Moraes morreu aos 73 anos de idade nesta quarta-feira em Dourados, vítima da Covid-19.
Nascido em Rio Brilhante, ele se formou em 1973 pela Universidade Federal do Paraná. Era mestre em economia e doutor e agronomia.

Foi secretário municipal de Agricultura e Desenvolvimento nas duas gestões de Braz Melo, com quem mantinha estreito relacionamento de amizade. Emocionado, o ex-prefeito reforçou ao Diário MS que Ademir Antunes “foi um cristão que estava sempre pronto a ajudar as pessoas”.

Ademir presidiu o antigo PMDB em Dourados.

Em nota de pesar, o Crea/MS ressaltou que “grande foi sua contribuição à área agrícola no Estado”, tendo trabalhado na Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural). Também foi professor do curso de agronomia da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Seguindo os protocolos de saúde pública diante da pandemia do coronavírus, não haverá velório e corpo de Ademir Antunes Moraes será enterrado no início da manhã desta quinta-feira, no cemitério municipal de Dourados.

Creditos: Diário MS

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Aos 73 anos, morre o agrônomo Ademir Antunes de Moraes, vítima da Covid-19