Da redação

A 15 dias de terminar 2021, Campo Grande já teve mais registros de acidentes de trânsito do que todo o ano de 2020. Conforme levantamento do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPMTran), com base nos dados do B.I/CADG (business intelligence/Computer Aided Dispatch Georeferenced), 9.671 sinistros já foram registrados esse ano, 380 a mais que no ano passado.

O acesso ao registro de ocorrências de trânsito ficou mais prático e acessível desde 2019, quando foi implantado o sistema de registro on line. A isso, o comandante do BPMTran, tenente-coronel Wellington Klimpel do Nascimento, associa o acréscimo de ocorrências registradas em 2021, se comparado a 2020. “Creio que esse aumento de registro de sinistros teve esse acréscimo devido a própria divulgação do que é um boletim on line, onde a pessoa, de onde estiver, consegue fazer o registro de sinistro de pequena monta”, disse.

O levantamento do BPMTran revela, ainda, que as avenidas Afonso Pena e a Duque de Caxias lideraram o número de registros em 2020 e 2021, alcançando primeiro e o segundo, respectivamente. O terceiro, nesses dois anos, foi ocupado pelas avenidas Mato Grosso e Guaicurus, conforme mostra a imagem abaixo.
2021 já tem mais registro de acidentes de trânsito que todo o ano de 2020

Para o comandante Klimpel, as vias onde mais ocorreram os acidentes têm fluxo intenso de veículos por se tratarem de grandes corredores que ligam lados opostos da cidade. A Avenida Afonso Pena, por exemplo, tem 7,8 quilômetros de extensão e liga pontos importantes da cidade, passando pelo centro da cidade, assim como a Avenida Mato Grosso, que tem 6,1 quilômetros.

Quando

Com a extração dos dados é possível ver também os meses, dia da semana e horário onde mais acontecem os sinistros. Os meses de junho (926), setembro (916) e maio (903), foram os que ocorreram mais registros em 2021. Já em 2020, a sequencia de meses que alcançaram o topo de acidentes era diferente: dezembro (926), outubro (912) e novembro (910). A sexta-feira é o dia da semana que mais ocorrem acidentes em 2020 e 2021, e o horário também se repete desde 2020, às 17 horas.

Falta de atenção

Um fato que preocupa no levantamento do BPMTran é o comportamento do condutor no trânsito, que pode explicar o motivo da maior parte dos sinistros. Em 2020, dos 9.291 acidentes registrados, 7.301 foram causados pela falta de atenção dos envolvidos. Já em 2021, dos 9.671, 7.636 foram por desatenção.

O cenário extraído dos dados cobra, do condutor, mais atenção nas vias principalmente nos dia da semana e horários com maior fluxo. O comandante do BPMTran reforça que o cidadão deve ser preventivo na hora de dirigir para evitar que os acidentes ocorram, causando, além dos prejuízos materiais, mortes. Até o dia 1° de dezembro, 70 pessoas já morreram em decorrência de acidentes de trânsito em Campo Grande neste ano. “O condutor, quando estiver no seu veículo, tem que ter mais atenção no seu dia a dia”, conclui o comandante.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para 2021 já tem mais registro de acidentes de trânsito que todo o ano de 2020