Da redação por Luiz Guilherme

A saúde de Dourados recebeu desde 1º de janeiro a 31 de maio deste ano, o montante de R$ 16.790.569,63 para serem aplicados no custeio de serviços ofertados em unidades como Hospital Universitário, Hospital da Vida, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário), agentes de saúde e outros.

Segundo o Governo MS, somados os recursos repassados para combater o Novo Coronavírus (R$ 12.166.777,75), a maior cidade do interior do Estado totaliza R$ 28.957.347,38.

Os valores investidos têm como objetivo melhorar a situação de atendimento médico no município que é polo de macrorregião e, sendo assim, recebe pacientes das cidades vizinhas.

Do total para custeio de serviços em saúde, nos cinco primeiros meses deste ano, o maior valor, R$ 5 milhões, foram destinados ao Hospital da Vida; R$ 4.061.475,00 repassados na cota parte da receita do FIS/Saúde; R$ 1.650.000,00 transferidos para custear serviços no Hospital Universitário; R$ 967,6 mil para incentivo ao Programa Estratégia de Saúde de Família; R$ 930,8 mil pagos a título de incentivo aos Agentes Comunitários de Saúde; e R$ 875 mil para a UPA.

O Hospital Evangélico – apesar de ser particular, atende os pacientes cardíacos mediante SUS (Sistema Único da Saúde), foi contemplado com R$ 462,6 mil; o Samu com R$ 368,3 mil; a assistência farmacêutica, com 216,2 mil; a área de saúde mental, com R$ 72 mil; incentivo à saúde no sistema penitenciário, R$ 63,9 mil; Missão Evangélica Caiuás, 67,1 mil; e o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), R$ 35,2 mil.

O governo do Estado, por meio da SES (Secretaria Estadual de Saúde) também está repassando ao município R$ 6 milhões, em seis parcelas de R$ 1 milhão, em forma de apoio estadual às ações em saúde.

Esses recursos serão utilizados na prestação de serviços da área de saúde para moradores de Dourados e região, que incluem diagnóstico (ressonância nuclear magnética, tomografia computadorizada e ultrassonografia), diagnóstico terapêutico e a implantação de um serviço de transporte (ambulância UTI e recursos humanos) para atender a população indígena.
Coronavírus

Especificamente para os custeios as ações de prevenção, contenção, combate e mitigação à pandemia da Covid-19 já foram encaminhados R$ 12,1 milhões. Deste total, R$ 830 mil relacionados a emendas parlamentares.

Por intermédio da Portaria 480/2020, do Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde enviou a Dourados de R$ 633.464,99; e pela Portaria 774, R$ 7.267.994,63, no mês de abril.

No final de maio, mais duas portarias do Governo Federal foram divulgadas com valores específicos para as santas casas e hospitais filantrópicos, com unidades hospitalares estratégicas para combate à Covid-19.

Somando as duas publicações, o Hospital da Missão Caiuás está recebendo R$ 802,2 mil; o Hospital Evangélico, R$ 1,2 milhão; e o Hospital da Cassems, R$ 381,6 mil.

Além de recursos financeiros, a Secretaria de Estado de Saúde encaminhou, para a prefeitura, 653 frascos de álcool em gel; 934 luvas; 700 aventais; 2200 máscaras; 650 toucas e 8.712 litros/álcool; para o Hospital da Vida e Hospital Universitário, foram encaminhados, para cada unidade, 12 mil luvas; 10 mil máscaras; 10 mil toucas 600 litros de álcool e 200 sapatilhas.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Saúde de Dourados já recebeu quase R$ 30 milhões