Da redação


Nesta quarta-feira (7), a Polícia Federal deflagra nova operação em Corumbá e Campo. Denominada Raízes, desta vez, a ação apura esquema de corrupção supostamente cometido por estrangeiros para recebimento de programas assistenciais sustentados pela União.
Segundo a PF, 60 policiais federais participam da operação, e são cumpridos 14 mandados de busca e apreensão na ‘Cidade Branca’ e na capital.


As primeiras informações apuram irregularidades em documentos para obtenção de autorização de residência no Brasil por meio de moradores da Bolívia.


Entre os programas nacionais usados pelos estrangeiros, estão auxílio-emergencial, Bolsa Família e acesso ao SUS (Sistema Único de Saúde).


Desde 2019 o Núcleo de Imigração em Corumbá constatou que vários bolivianos, normalmente com auxílio de “despachantes de serviços migratórios”, formalizavam o pedido de autorização de residência utilizando declarações ideologicamente falsas.
Até o momento, foram encontradas ao menos 106 fraudes contra o governo federal, e de acordo com a Polícia Federal, os investigados poderão responder pelos crimes de organização criminosa, estelionato contra a União, falsidade ideológica e uso de documento falso.


Operação Raízes


O nome da ação, ‘Raízes’, ocorre em razão dos estrangeiros investigados terem obtido, ilegalmente, autorização de residência e outros benefícios sem terem criado quaisquer vínculos com o Brasil.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para PF deflagra a Operação Raízes que apura contra fraudes contra a União