29/04/2022 15:13 Há 4 semanas

Petrobras aumenta em 19% o preço do gás natural



Reajuste começa a valer em 1º de maio

O gás natural vendido pela Petrobras para as distribuidoras vi ter aumento médio de 19% a partir do dia 1 de maio,  com relação ao trimestre encerrado em abril.


Segundo a Petrobras, o ajuste ocorre por causa da variação do petróleo brent, principal referencia internacional, e da taxa de câmbio.

 

A companhia afirma que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais.


O produto é usado na indústria e deve gerar em nova escalada de aumento de preços em diversos setores. 

O gás natural também é usado em 8% das residências do país. O aumento no preço impacta a indústria de automóveis, geração de energia e outras. O gás de cozinha, de botijão, no entanto, segue tabela própria de preços. 


Aumento na produção


Na quinta-feira (28), a Petrobras anunciou uma alta na produção de petróleo e gás, no primeiro trimestre deste ano. Segundo a empresa, contribuiu para o resultado positivo o fato da produção do pré-sal ter batido recorde em janeiro deste ano.


O aumento é de 3,4% na produção média de óleo, LGN (líquidos de gás natural) e gás natural, no 1º trimestre deste ano, em relação ao 4º trimestre de 2021.


A empresa atingiu 2,8 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) no 1º trimestre de 2022. 


Os dados fazem parte do Relatório de Produção e Vendas. “Este resultado se deu, principalmente, em razão da crescente produção dos FPSOs [navios plataformas] Carioca (campo de Sépia) e P-68 (campos de Berbigão e Sururu), localizados no pré-sal da Bacia de Santos, e da entrada em operação de novos poços no pós-sal na Bacia de Campos”, informou a companhia.
As refinarias da Petrobras estão sendo utilizadas com carga próxima ao máximo projetado. 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Petrobras aumenta em 19% o preço do gás natural