Da redação por: Luiz Guilherme


Mato Grosso do Sul está vivendo sob quarentena por causa da pandemia do Novo Coronavírus desde março, quando começou a aparecer os primeiros casos da doença, no entanto, além do vírus, as autoridades do Estado tiveram que se preocupar também com os índices de violência.
Mapa da Violência produzido pelo G1 e divulgado na manhã desta segunda-feira (25/5), mostra que o terceiro mês de 2020 foi violento e apresentou alta de 1,37% na taxa de criminalidade, se comparada com fevereiro.

Homicídios dolosos, isto é, quando há intenção de matar, foi responsável por 37 dos 38 ocorrências registradas desta natureza. MS teve uma morte por latrocínio, que é roubo seguido de morte.


No entanto, a reportagem comparou terceiro mês do ano com os dois primeiros, e constatou que ainda sim, março foi o menos violento. Fevereiro, conforme o Mapa da Violência, ‘bateu’ recorde de 49 crimes considerados violentos, 49 ao todo.


Especialmente neste mês, o índice foi 1,76% maior que janeiro. Do total de mortes registradas, 48 foram por homicídio doloso, e um por lesão corporal seguida de morte.
Janeiro, quando a pandemia ainda estava chegando ao Brasil, Mato Grosso do Sul teve 30 mortes violentas. 29 também por homicídio doloso, e um por latrocínio.


Brasil violento


Infelizmente março também foi o mais violento a nível de Brasil, isso se deve, segundo autoridades de segurança, ao isolamento social imposto pela Covid-19, como mencionado no início da reportagem.

Para se ter uma ideia, o levantamento do G1 mostra que no terceiro mês de 2020, o país registrou 4.146 crimes violentos, aumento de 1,97%, comparado com janeiro e fevereiro.
Não distante da realidade de MS, o homicídio doloso liderou o Brasil, já que foram 3.941 mortes provocadas por este tipo de crime. Latrocínios foram 128 e lesões corporais seguida de morte 77.


Fevereiro, primeiro mês que o Novo Coronavírus dava sinais de que ficar em casa era fundamental para evitar o contágio, Brasil teve 3.999 mortes, 3.792 homicídios dolosos, 141 latrocínios e 66 lesões corporais seguida de morte.

Janeiro teve 3.763 crimes violentos, 3.585 por homicídios dolosos, 121 latrocínios e 57 lesões corporais.

Isolamento social faz criminalidade aumentar em MS

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Isolamento social faz criminalidade aumentar em MS