17/06/2024 12:56 1 mês atrás

Gabarito é encontrado com empresário preso, onde secretário e parentes foram aprovados em 1º lugar



Gaeco investiga fraude em concurso da prefeitura de Douradina que implica empresário campo-grandense

Investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) sobre fraude em concurso público da prefeitura de Douradina – município distante 192 km de Campo Grande – apreendeu página do certame com anotações em manuscrito e até envelope contendo o gabarito do concurso na casa do empresário Christopher Pinho Ferro Scapinelli. Ele é dono da empresa Delta Consultoria e Treinamentos – que tem como sede loja de vinhos em Campo Grande, também pertencente a Christopher. Ele chegou a ser preso em flagrante com munições, mas foi solto após audiência de custódia.

A Operação Sommelier investiga atuação de grupo que agiu em conluio para que direcionar a licitação da organização do concurso para a empresa Delta. O resultado do concurso também surpreendeu, já que a secretária municipal de saúde, Angela Cristina Marques Rosa, passou em 1º lugar para cargo de coordenadora pedagógica. Além disso, parentes de servidores investigados pelo Gaeco também obtiveram aprovação.


 

Conforme apurado pela reportagem do Jornal Midiamax, foram feitas buscas e apreensões de documentos e celulares na prefeitura de Douradina, secretaria de saúde, além da casa dos investigados: Christopher Pinho Ferro Scapinelli, Angela Cristina Marques Rosa (secretária de saúde), Laudicéia da Silva Simas (secretária de administração e finanças), Luciana Costa Orejana (pregoeira), Thiago de Lima Holanda (procurador do município) e Nayara Oliveira Santussi (servidora lotada no setor de compras).

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Gabarito é encontrado com empresário preso, onde secretário e parentes foram aprovados em 1º lugar