*Luiz Guilherme para o Alô Dourados

A GMD (Guarda Municipal de Dourados) precisou cumprir decreto municipal ontem (18), que proíbe qualquer atividade religiosa em igrejas, na cidade de Dourados, por 15 dias, em virtude da pandemia da Covid-19.

De acordo com o repassado à reportagem, havia duas mulheres no interior de uma igreja católica, no Parque Alvorada, rezando, quando os guardas foram acionados por outra fiel. Ao chegar ao local, foi constatado o fato, e então, pediram para que elas se retirassem.

O padre responsável pela paróquia, Toninho Maria, precisou guardar a Hóstia que estava sobre o altar, enquanto as duas fiéis rezavam.

A reportagem tentou contato com a secretaria paroquial, mas as ligações não foram atendidas.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Fiel denuncia e paróquia precisa ser fechada em Dourados