Foto: Alexandre Pimenta/Assessoria

Com uma dívida superior a R$ 70 milhões, o Portal da Transparência da Fundação de Serviços em Saúde de Dourados segue sem qualquer declaração de prestação de contas.

 

Diante disso, o vereador Fabio Luis (Republicanos) encaminhou ao diretor-presidente da autarquia, Milton Batista Pedreira Júnior, um requerimento solicitando esclarecimentos pela ausência dos dados informativos sobre gastos e receitas da administradora do Hospital da Vida e UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

 

Ao acessar o portalhttp://funsaud.digserver.net/ index.php, o cidadão encontra os acessos, onde teoricamente deveriam apresentar todos os registros de receitas e despesas, seja com contratos ou salários de servidores. No entanto, ao selecionar os campos, não há o suprimento das respectivas informações.

 

Em 2018, o Ministério Público Estadual por meio da 10ª e 16ª Promotoria de Justiça, recomendou que a Funsaud disponibilizasse um sistema exclusivo de transparência de gestão. Já naquela época, a fundação vivia em caráter de emergência financeira.

 

Em sessão ordinária, o vereador Fabio Luis cobrou uma ação rápida do Poder Executivo na alimentação de informações da plataforma de transparência.

 

“Infelizmente o serviço de transparência não existe hoje na Funsaud. Informações a respeito de folha de pagamento, cargos e contratos não encontramos no site oficial da fundação. É completamente intolerável que o Poder Público não ofereça ao cidadão o extrato de seus atos com o dinheiro contribuído em impostos e tributos. Por isso, encaminhamos ao diretor Milton Batista um requerimento para que coloque o Portal da Transparência exclusivo da Funsaud para funcionar”, finalizou.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Fabio Luis cobra Funsaud por falta de dados e prestação de contas em portal