12/04/2022 16:54 Há 2 meses

Ataque a tiros no Metrô de Nova York deixa ao menos 13 feridos



Disparos foram feitos na estação da Rua 36, no Brooklyn

Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas em consequência de um ataque a tiros em uma estação do Metrô de Nova York, hoje (12), informou o Corpo de Bombeiros, no mais recente incidente de violência no sistema de transporte da cidade.

Os tiros ocorreram durante o horário de fluxo matinal de passageiros na estação da Rua 36, no bairro de Sunset Park, no Brooklyn.

A CNN e outros veículos de comunicação informaram que pelo menos cinco pessoas foram baleadas, citando fontes do Corpo de Bombeiros de Nova York, mas a agência de notícias Reuters não pôde confirmar imediatamente o número específico. Não ficou imediatamente claro se o total de pessoas feridas incluía as que foram baleadas. O paradeiro do autor do ataque não foi esclarecido.

Juliana Fonda, engenheira de transmissão da estação de rádio WNYC, disse ao site de notícias local Gothamist que ouviu tiros enquanto estava em um vagão do metrô ao lado.

Pânico
“A reação dos passageiros foi aterrorizante porque eles estavam tentando entrar em nosso vagão fugindo de algo que estava acontecendo na parte de trás do trem”, contou.

“Nenhum de nós na frente do trem sabia o que estava acontecendo, mas as pessoas estavam batendo e olhando para trás, correndo, tentando entrar no trem". Ela acrescentou que ouviu "muitos estouros altos" e que havia fumaça em outro vagão.

As autoridades fecharam cerca de uma dúzia de quarteirões ao redor da estação do metrô da Rua 36 e de outra estação próxima, e isolaram a área em torno da cena do crime com fita amarela.

O Departamento de Polícia de Nova York alertou as pessoas para ficarem longe da área, conhecida por sua próspera Chinatown, pela vista da Estátua da Liberdade e pela Industry City, um amplo distrito de armazéns que abriga muitos negócios criativos.

Nos últimos meses, Nova York tem vivido um aumento da violência armada em geral e uma série de ataques no sistema de transporte da cidade, um dos mais antigos e extensos do mundo.

Konrad Aderer, um passageiro, estava na escada prestes a entrar na estação da Rua 36 quando viu um homem com as pernas sangrando explicando o que havia acontecido a um trabalhador na cabine da estação.

"Ele disse apenas que havia muitas pessoas sangrando", disse Aderer à Fox News em entrevista por telefone. "Ele quis garantir que as pessoas fossem alertadas, apesar de estar ferido", explicou.

O Corpo de Bombeiros havia dito inicialmente que dispositivos explosivos não detonados tinham sido encontrados na estação, mas a polícia afirmou mais tarde em um tuíte que não havia explosivos ativos no local.

*Com informações: Reuters

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Ataque a tiros no Metrô de Nova York deixa ao menos 13 feridos