Insetos estariam muito perto do município gaúcho de Porto Xavier

(Foto: Senasa/Divulgação)




A Argentina detectou nos últimos dias focos de gafanhotos em localidades da província de Misiones, muito próximas da fronteira com o Rio Grande do Sul. A informação do país vizinho despertou o alerta da Defesa Agropecuária gaúcha, que afirma que há grupos de insetos  a cerca de 5 quilômetros do município de Porto Xavier (RS) De acordo com levantamento do Serviço de Saúde e Qualidade Agroalimentar argentino (Senasa), os insetos observados são da espécie mais conhecida como tucura.

Eles têm normalmente maior porte que os gafanhotos comuns, mas não são tão vorazes, nem se deslocam com igual velocidade De acordo com levantamento do Serviço de Saúde e Qualidade Agroalimentar argentino (Senasa), os insetos observados são da espécie mais conhecida como tucura. Eles têm normalmente maior porte que os gafanhotos comuns, mas não são tão vorazes, nem se deslocam com igual velocidade

Tucuras

Um comunicado da entidade argentina afirma que os tucuras já foram registrados antes na província de Misiones, onde são considerados uma praga ocasional. Esses gafanhotos têm comportamento gregário e podem ser encontrados em grupos numerosos, lembra o Senasa. No entanto, sua capacidade de deslocamento não seria comparável à dos gafanhotos da espécie sul-americana, chamados localmente de langostas, que se movem em grandes nuvens, devorando o que encontram pelo caminho. A Senasa colocou os produtores em alerta para que comuniquem as autoridades sanitárias argentinas, caso detectem a presença do inseto em suas propriedades.



Via Canal Rural

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Argentina alerta para uma nova nuvem de gafanhotos na fronteira com o Brasil