Confira quais públicos estão contemplados com o imunizante contra a Covid-19 e onde tomar a vacina

 

A vacinação contra a Covid-19 continua nesta semana em Dourados, conforme cronograma elaborado pela Sems (Secretaria Municipal de Saúde), dentro da campanha Dourados Vacina. Os idosos com 61 anos ou mais devem tomar o imunizante nas unidades de saúde.

Segundo a Sems, podem procurar as unidades de saúde os seguintes grupos: idosos com 61 anos ou mais; pessoas com 56 anos ou mais com doenças imunossupressoras, oncológicos com doença ativa em tratamento, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea e renais crônicos, pneumopatias crônicas graves, portadores de doenças cardiovasculares crônicas que tenham sido submetidos a procedimentos operatórios; doença cérebro vascular, obesidade mórbida e cirrose hepática. E pessoas com 18 anos ou mais que tenham síndrome de down, anemia falciforme, coagulopatias hereditárias, pessoas com deficiências permanentes que apresentem limitação motora ou incapacidade, incapacidade de ouvir e enxergar e deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais.

Unidades vacinadoras


A imunização contra a Covid-19 ocorre em nove unidades, sendo elas: Altos do Indaiá, Ouro Verde, Parque das Nações I, Quarto Plano, Vila Rosa, Idelfonso Pedroso, CSU, Parque do Lago II e Vila Vieira.

Trabalhadores da saúde com 54 anos ou mais que não manipulam fluídos e secreções de pessoas contaminadas ou suspeitas, e trabalhadores da saúde com 36 anos ou mais que manipulam fluídos e secreções de pessoas contaminadas devem ligar na Central de Agendamento para marcar a aplicação das doses no CCI Andre Chamorro (Centro de Convivência do Idoso). Os números são: (67) 9.8468 – 8399 / 8098 / 8259 / 9023.

Quais os profissionais da saúde estão contemplados?


Grupo de 54 anos ou mais: médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares), agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio (exemplos: recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros). Inclui-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares (exemplos: programas ou serviços de atendimento domiciliar, cuidadores de idosos, doulas/parteiras), funcionários do sistema funerário, Instituto Médico Legal (lML) e Serviço de Verificação de Óbito (SVO) que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados e; acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios. Os trabalhadores que atuam nos estabelecimentos de serviços de interesse à saúde das instituições de longa permanência para idosos (ILPI), casas de apoio e cemitérios serão contemplados no grupo trabalhadores da saúde e a recomendação é que também sejam vacinados”.

Grupo de 36 anos ou mais: dentistas, biomédicos, bioquímicos e seus respectivos auxiliares. É necessário apresentação de identidade profissional e declaração do estabelecimento de saúde, comprovando exposição e possibilidade de contaminação devido atividade laboral.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Vacinação continua em unidades de saúde e no Centro de Convivência do Idoso