Guarda Municipal prende irmão de candidato à vereador do DEM que possuía materiais de campanha, uma lista de nomes e dinheiro em espécie.


Da Redação

Preso em flagrante, irmão de candidato do Democratas é conduzido até a PF por suspeita de compra de voto

Na tarde deste domingo, 15, a Guarda Municipal de Dourados  foi acionada para apurar denuncia de compra de votos proximo a um colégio eleitoral. Segundo informações, o homem possuia uma lista com nomes e a quantia de R$1.300,00 em especie, além de materiais de campanha de seu irmão que é candidato a vereador pelo Democratas e também do candidato a prefeito Barbosinha (DEM), os dois, membros da chapa "Reconstruir é o nosso desafio" (DEM/PSDB/PSD/Solidariedade/Podemos/MDB/Patriotas/Avante/PSB).

Preso em flagrante, irmão de candidato do Democratas é conduzido até a PF por suspeita de compra de voto
O juiz eleitoral foi prontamente acionado pela GM e o acusado conduzido à sede Policia Federal,  que é a força de segurança responsavel por apurar crimes eleitorais. Já na sede da PF, as apurações seguem para levantar todos os fatos. Advogados de outras coligações também começam a chegar, para acompanhar toda a movimentação. 

Conforme o código eleitoral,  Lei nº 4.737, de 1965, as regras para prisão estão no artigo 236, em que detalha o flagrante como a única razão para que uma pessoa seja presa durante o periodo eleitoral. 

Preso em flagrante, irmão de candidato do Democratas é conduzido até a PF por suspeita de compra de voto

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Preso em flagrante, irmão de candidato do Democratas é conduzido até a PF por suspeita de compra de voto