22/05/2024 12:38 Há 4 semanas

Prefeitura fortalece educação com projetos de renome nacional



"O Mundo de Theo", projeto adotado pela Secretaria de Educação de Dourados (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Dourados, com o compromisso de investir na educação das crianças da Rede Municipal de Ensino, investe em projetos para atender as necessidades pedagógicas de toda rede.

Dentre todos os projetos, dois são destaques: “O Mundo Azul de Theo” e “Craque na Vida”.

“O Mundo Azul de Theo” tem como objetivo principal estimular professores, alunos e familiares a identificar, como agir e colaborar para a construção de ambiente saudável e inclusivo (dentro e fora da escola) para crianças com transtorno do espectro do autismo do primeiro ao segundo ano.

O projeto tem aplicação em mais de 10 estados, com resultados positivos, trazendo inclusão para toda comunidade escolar. Além das coleções literárias, há o apoio pedagógico especializado. A formação EAD (à distância) dos professores ocorrerá no início de junho, no intuito de oferecer todo suporte para que o projeto atinja seus objetivos.

Outro destaque é o projeto “Craque na Vida”, que vai atingir mais de 2,1 mil alunos do 6º ao 9º ano da Rede Municipal de Ensino de Dourados neste ano letivo.

O projeto engloba ações didático-pedagógicas para a identificação de habilidades, incentivo ao protagonismo, autopercepção e autoavaliação das condutas dos alunos, fatores que levam à melhoria de comportamento dentro e fora da escola.

Na prática, o projeto educacional utiliza-se de livros, suporte pedagógico e ferramentas tecnológicas que vão facilitar a identificação das habilidades e dos tipos de inteligências dos alunos.

O levantamento também mapeia o ambiente escolar e identifica as ameaças, como violências verbais e físicas. A partir dos dados coletados, a escola vai traçar ações para a melhorias, que vão desde ação de prevenção ao uso de drogas, à violência e ao bullying, até a melhoria nas relações sociais e interpessoais.

O secretário de Educação Carlos Vinícius da Silva Figueiredo destaca: “O projeto Craque na Vida não tem por objetivo apenas a prevenção ao uso de drogas e violência, mas também trabalha na transformação de comportamentos violentos, tanto dentro como fora das escolas. É um projeto multidisciplinar que trará resultados eficazes na vida de nossos alunos”.

Recentemente, o projeto foi iniciado em Campo Grande, com a proposta de atingir 29 mil alunos na Rede Municipal de Ensino.

 

Prefeitura fortalece educação com projetos de renome nacionalProjeto “Craque na Vida”, que vai atingir mais de 2,1 mil alunos do 6º ao 9º ano (Foto: Divulgação)


Outros projetos

A coleção “Musicando” atende da pré-escola ao segundo ano e traz cantigas de roda e canções populares, valorizando a riqueza cultural e artística existentes no Brasil.

A coleção “A menina que não queria comer”, que tende do pré-escolar ao primeiro ano, tem por objetivo estimular professores, alunos, família e toda comunidade escolar a assumir hábitos alimentares e proporcionar a melhora do desenvolvimento dos alunos.

A coleção “Defensores da vida saudável” tem por objetivo estimular os alunos do 2° ao 5° ano a assumir hábitos saudáveis, demonstrando que os maus hábitos, se não corrigidos, acarretam distúrbios de saúde.

A coleção “Cores, formas, letras, números e coletânea para crianças” é direcionada ao pré-escolar e tem por objetivo oferecer os estímulos necessários para que a criança possa ampliar diversas habilidades, percepções e aptidões, bem como ajuda no desenvolvimento da criança, apresentando interação de trabalhar com exercícios lógico matemático, motores, linguísticos, dentre outros.

Há também a coleção “Outras histórias”, que conta a história e cultura afrobrasileira e indígena, para atender do 1° ao 9° ano, cujo foco é, além de contar a história de dois grupos específicos do país, trabalha o combate ao preconceito e à discriminação racial.

O kit Literário, cada um com seu jeito, atende do 3° ao 5° ano e tem por objetivo abordar dentro de sala de aula, questões relacionadas às diferenças individuais e à autoestima.

E por fim, a coleção “Aprender fazendo” tem por objetivo principal trabalhar as séries iniciais e promover o desenvolvimento de habilidades ortográficas e contribuir para o processo de alfabetização. Os materiais estão distribuídos nas bibliotecas escolares para aplicação nos projetos.

Segundo o secretário de Educação, agora os professores serão preparados com formação continuada para desenvolver a ação com curso on-line, no início do mês de junho. Após a formação, eles estarão aptos para fazer a mediação dos processos educativos

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Prefeitura fortalece educação com projetos de renome nacional