Liziane Berrocal

Depois de votar a favor da derrubada de veto do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) enfrenta enxurrada de comentários de usuários de uma rede social. Em apoio ao presidente o microblog da senadora foi invadido por comentários tratando dela como “traidora”.

O ministro da econômia classificou a atitude do senado como “Crime contra o Brasil”, a declaração aconteceu após os senadores derrubarem o veto do presidente a trecho de proposta que prevê o congelamento de salários dos servidores públicos que trabalham em linha de frente no combate à Covid-19 até o final de 2021. O texto seguiu para a Câmara dos Deputados e o veto foi mantido.

Soraya respondendo a indagação de um seguidor em seu microblog direcionou mensagem ao perfil do presidente Bolsonaro pedindo a demissão do ministro Paulo Guedes. Em outra publicação declarou que espera retratação do ministro gerando consternação dos seguidores. Segue o fio:

“#Demitaumsenadorem2022”, Soraya Thronicke é enquadrada por internautas“#Demitaumsenadorem2022”, Soraya Thronicke é enquadrada por internautas“#Demitaumsenadorem2022”, Soraya Thronicke é enquadrada por internautas“#Demitaumsenadorem2022”, Soraya Thronicke é enquadrada por internautas

Em reunião virtual nesta quinta-feira (19), os senadores decidiram enviar um convite ao ministro Paulo Guedes para explicar a casa as declarações de suposto “crime” cometido pelos senadores.

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para “#Demitaumsenadorem2022”, Soraya Thronicke é enquadrada por internautas