Da redação

Em Dourados a igreja Evangélica parece não estar muito unida quanto a abertura no período de pandemia. Dois grupos, liderados por conselhos de pastores, se divergiram. Enquanto um suplica pela abertura, o outro mostra consciência com as recomendações de distanciamento social.

A divergência veio à tona depois que o pastor Matias Belido, da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém, pregou em frente a Prefeitura de Dourados, no domingo, e disse que "o governo dessa cidade vai entrar agora em transição e que dois grandes dessa cidade vão cair e vão morrer por esses dias e vão ser velados em caixão fechado".

Vários pastores discursaram no domingo, ato que se repetiu ontem. No entanto, as palavras proferidas pelo pastor foram consideradas como "praga gospel". Durante as manifestações, os líderes religiosos têm pedido a abertura das igrejas, fechadas por decreto municipal de combate a proliferação do novo coronavírus.

Eles são ligados ao Conpaed (Conselho de Pastores Pentecostais de Dourados), movimento criado recentemente em Dourados.

Já os pastores que são favoráveis ao distanciamento social no momento de pandemia são do Conped (Conselho de Pastores Evangélicos de Dourados), que existe há duas décadas na cidade.

Presidente da Conped, o pastor Marcos Clemente disse que o Conselho respeita o direito e liberdade de expressão e que não apoia e nem incentiva essa manifestação por entender que "esse não é o caminho".

Ele entegou "Nota de Esclarecimento" à assessora especial da prefeitura, advogada Patrícia Donzelli. No documento o Conped afirma que "independente das decisões tomadas pela excelentíssima prefeita, Comitê e Secretaria de Saúde, vamos continuar obedecendo aos decretos, respeitando as decisões tomadas e orando para que Deus guarde nossa cidade como também a vida de todos os senhores que de forma tão intensa tem lutado pelo bem de nossa cidade".

O Conselho de Pastores também solicitou no documento que a prefeita libere um culto de cinquenta minutos apenas no domingo com o limite de cinquenta pessoas seguindo todas as normas preventivas. O Conped sugeriu que a prefeitura convoque as igrejas para ajudar no combate a pandemia, orientando seus fiéis.

 
Veja também

Olá, deixe seu comentário para Conselhos de pastores emitem nota sobre abertura de igrejas em Dourados