A indústria está em fase de construção e tem previsão de conclusão em abril de 2022

O prefeito Alan Guedes acompanhou o lançamento da segunda fase das obras da Inpasa, indústria que promete acelerar a produção de etanol em Dourados. A obra, que tem entrega prevista para abril de 2022, deve gerar 250 empregos diretos e 2 mil indiretos. A obra contou com incentivo fiscal por parte do município. O governador Reinaldo Azambuja também esteve presente no evento.

 

 

 

“Logo quando assumimos o mandato tínhamos como compromisso incentivar a instalação de indústrias no nosso município e logo nas primeiras semanas percebemos que o município poderia contribuir ainda mais com o início das obras e no dia 20 de janeiro assinamos o decreto municipal de incentivo fiscal. Dessa forma apoiamos o desenvolvimento de Dourados e também de todo o estado de Mato Grosso do Sul”, pontuou o prefeito Alan Guedes.

 

 

 

As obras do complexo industrial tiveram início em abril de 2021, conta com 200 mil m² de área construída e contempla os processos de fabricação de Etanol anidro e hidratado, DDGS, óleo bruto e refino de óleo, além de duas fontes distintas para geração de energia elétrica.

 

 

 

Mesmo antes de entregue a obra já fomenta a geração de empregos no município. São cerca de 1.5 mil trabalhadores atuando na 1º etapa de construção e a previsão é chegar a 2 mil no pico da obra, entre os meses de dezembro a março de 2022.

 

 

O vice-presidente da Inpasa, Rafael Ranzolin, destaca que a unidade que está sendo construída em Dourados contribui para o desenvolvimento da cidade e de Mato Grosso do Sul.”Estamos apostando no potencial do estado de Mato Grosso do Sul como um grande polo de transformação do milho em fonte de energia renovável e proteína, este polo terá capacidade de produção de até 800 milhões de litros de etanol, com processamento de até 900 mil toneladas de milho”, destacou.

 

 

 

Para alcançar a produção de 800 milhões de litros de etanol, a indústria terá duas fases. A fase 1, terá capacidade de 400 milhões de litros de etanol ano, para um processamento de 900 mil toneladas de milho e contempla também a produção de 230 mil toneladas de DDGS e de 22 mil toneladas de óleo de milho bruto anualmente. O empreendimento será autossuficiente em energia elétrica, com geração de 220 mil MW/ano através de turbinas de reação.

 

 

 

Já na segunda fase, a produção será duplicada, alcançando 800 milhões de litros de etanol, processando 1.8 milhões toneladas de milho. Também serão expandidas as produções de DDGS, chegando a 460 mil toneladas e 44 mil toneladas de óleo de milho e 440 mil mw/ano de energia elétrica.

 

 

 

O governador, Reinaldo Azambuja, ressaltou que esse investimento entra dentro dos planos de desenvolvimento do Estado. “Nós temos um plano de tornar Mato Grosso do Sul referência na produção de grãos. Passamos de 2,5 milhões de hectares e 3,7 milhões de hectares entre 2015 e 2021. Nosso objetivo é atingir até os 5 milhões de hectares nos próximos anos e Dourados é terra fértil e parceiro em investimento”, reforçou.

 

 

Estiveram presentes os secretários municipais, Henrique Sartori (Governo e Gestão), Everson Cordeiro (Fazenda) Romualdo Diniz Salgado Júnior (Serviços Urbanos), Luis Gustavo Casarin (Obras), Ademar Roque Zanatta (Agricultura Familiar), Edvan Marcelo Marques (Adjunto-Saúde), Theodoro Huber Silva (Previd), Ginez Cesar Clemente (Comunicação), Cleriston Recalcatti (Desenvolvimento), Mariana de Souza Neto (Agetran), Liliane Graziele Cespedes de Souza Nascimento (GMD) e Wolmer Sitadini Campagnoli (Imam)..

 

 

 

Participaram do lançamento da segunda fase de obras os secretários Jaime Verruck (Semagro), Eduardo Riedel (Infraestrutura), Antônio Carlos Videira (Sejusp) e Geraldo Resende (Saúde); o deputado federal Luiz Ovando; os deputados estaduais Barbosinha e Renato Câmara.

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Alan Guedes acompanha lançamento da 2ª fase de obras da Inpasa